Projeto de reciclagem distribui coletores de cigarro nas praias de São Paulo

Publicidade

Todos os anos, bilhões de bitucas de cigarro são descartadas no meio-ambiente, contribuindo para entupir bueiros, poluir praias, sujar as ruas e contaminar o solo com suas mais de 7 mil substâncias tóxicas. Imagina se essa quantidade de lixo pudesse ser reciclada para diminuir os impactos do cigarro na natureza? Pois, nem precisa imaginar, porque essa iniciativa é real: conheça o projeto de sustentabilidade que já reciclou mais de 95 milhões de bitucas de cigarro nas praias de São Paulo.

Duas entidades ambientais são responsáveis por promover esse projeto: Poiato Recicla e Flow Sustentável distribuem totens de coleta no litoral paulista, para fazer a recolha seletiva dos restos de cigarro, transformando as bitucas numa massa celulósica que pode ser usada na fabricação de papel, por exemplo.

Publicidade

A iniciativa realiza a gestão completa da reciclagem, abrangendo desde a coleta, transporte, transformação e a destinação final do resíduo. “Nós não coletamos bitucas do chão. Nossas ações são para sensibilizar o fumante a jogá-las no lugar certo. Eles ficam felizes porque agora têm como destinar corretamente esse material, com impacto social e ambiental positivo”, disse Marcos Poiato.

 

Publicidade

Coletor de cigarro instalado nas praias de SP

Já são mais de 200 coletores pela região, mas o trabalho não se resume a isso. “Além dos pontos de coleta, realizamos ações de conscientização com a população, nas quais explicamos que as bitucas são nocivas ao meio ambiente e mostramos como o descarte consciente possibilita a sua reutilização em outros materiais. Na praia, a gente orienta que as pessoas guardem as bitucas em cinzeiros que disponibilizamos e depois descartem nos totens”, completou Tatiana Araújo, do Flow Sustentável.

Publicidade

Veja também: Smartphone vicia tanto quanto o cigarro

 

Publicidade