TikTok suspende criação de novos conteúdos na Rússia

Publicidade

Mais uma baixa para Putin no confronto com a Ucrânia: o TikTok, aplicativo febre entre os jovens de todo o mundo, suspenderá a criação de novos conteúdos na Rússia, em resposta à lei de “fake news” assinada por Vladimir Putin. Na última sexta-feira (04), o presidente sancionou a nova lei que proíbe propagação de notícias falsas sobre os militares russos, incluindo as notas que classificam o ataque contra a Ucrânia como uma “invasão”. O não cumprimento da lei pode ser sentenciado com 15 anos de prisão.

O comunicado divulgado na conta oficial do TikTok no Twitter traz a seguinte mensagem: “O TikTok é uma saída para criatividade e entretenimento, que pode fornecer uma fonte de alívio e conexão humana durante um período de guerra, quando as pessoas enfrentam imensa tragédia e isolamento. No entanto, a segurança de nossos funcionários e usuários continua sendo nossa maior prioridade. À luz da nova lei de ‘fake new’ da Rússia, não temos escolha a não ser suspender a transmissão ao vivo e novos conteúdos em nosso serviço de vídeo enquanto analisamos as implicações de segurança dessa lei. Nosso serviço de mensagens no aplicativo não será afetado.”.

Publicidade

A nova lei de Putin pode ter um impacto crescente no setor de entretenimento, pressionando as empresas de tecnologia a pararem de operar na região, sem que o governo russo tenha que bloquear ativamente qualquer serviço de mídia digital. A medida se dá após o governo russo ter isolado sites de redes sociais nos últimos dias, aumentando a pressão sobre os gigantes da tecnologia para restringir as informações sobre a guerra com a Ucrânia e continuar publicando mídia apoiada pelo Estado em seus serviços. Como já tínhamos visto, até o entretenimento virou arma de guerra.

Publicidade

Veja também: Possíveis desfechos da guerra entre Rússia e Ucrânia