Turista é expulsa de Veneza por tirar a blusa diante de memorial da 2ª Guerra Mundial

Publicidade

Tome cuidado com o que for fazer em visita à Veneza, na Itália. Uma turista da República Tcheca acabou multada e expulsa temporariamente da cidade após praticar topless e nadar junto a uma estátua que honra a memória da Segunda Guerra Mundial.

Tudo aconteceu no Monumento alla Partigiana, escultura em bronze de Augusto Murer que celebra as mulheres que enfrentaram o fascismo. Próxima ao Jardim da Bienal, a obra representa um corpo feminino combatente caído, que é banhado pelas águas.

Publicidade
Monumento alla Partigiana

Créditos: Reprodução

A turista de 30 anos tirou parcialmente suas vestes e deitou ao lado da escultura, posando para fotos. Acompanhada do namorado e de uma amiga, ela também foi vista nadando na Lagoa de Veneza. Um ato corajoso, considerando as baixas temperaturas do inverno italiano.

Publicidade

Um morador que passava pelo local deu seu depoimento à rede CNN: “”Era um dia lindo e vimos duas pessoas tirando fotos. Vi um movimento estranho e então vi essa mulher nadando, sem se importar com o mundo. Achei que ela devia estar louca, pensando que poderia nadar em um dia gelado. Mas então eu vi que ela estava tentando sair da água subindo na estátua, vestindo apenas a parte de baixo do biquíni”.

Detida por policiais, a turista recebeu duas multas, que totalizaram um prejuízo de 450 euros (cerca de R$ 2.500), e foi banida de Veneza por 48 horas.

Publicidade

Veja também: 5 lugares que nós, turistas, nunca vamos poder conhecer