Estas são as 10 consequências do estresse constante no seu organismo!

O estresse já virou um termo popular para quando se está irritado com qualquer coisa. Só que é muito mais do que isso. Estresse é uma ação natural do cérebro para que o corpo consiga reagir a uma situação de emergência ou sobrevivência.

Antigamente ele era acionado quando o homem precisava fugir dos animais selvagens ou caçar na floresta. Mas, atualmente o estresse se “adaptou” para as situações de alta pressão que as pessoas sofrem na sua rotina agitada, com trabalho ou responsabilidades em excesso.

Porém, embora seja uma atividade natural do corpo humano, quando o estresse é ativado com muita frequência, tornando-se parte da rotina, ele acaba tendo consequências que afetam o corpo e a mente. Ou seja, deixa a pessoa com a saúde debilitada e precisando de tratamento imediato, além de uma mudança urgente no seu estilo de vida.

Veja a lista seguite que mostra o que o estresse faz com o seu organismo!


1. Acne

A acne é uma doença de pele causada pela inflamação dos poros. Quando ocorre um excesso de oleosidade na pele, os poros ficam entupidos com o sebo que é produzido, formando os cravos. Então, quando as bactérias que vivem na pele têm acesso à parte interna da pele por meio desses poros, elas causam a inflamação que são as espinhas.

Porém, muitas pessoas que não sofrem com a acne de forma intensa, podem experimentar esse problema quando estão vivendo períodos de alto estresse na vida. As causas são variadas e interessantes:

-Pessoas estressadas passam mais as mãos no rosto, aumentando o risco de inflamação dos poros pelas bactérias;

-Pessoas estressadas sob pressão podem suar mais, e gerar mais oleosidade na pele;

-Pessoas estressadas sofrem com maior desequilíbrio hormonal, que desregula a produção de oleosidade da pele.

-Pessoas estressadas ficam com a imunidade mais baixa, e o organismo não consegue lidar tão bem com as bactérias causadoras de espinhas

2. Dor de cabeça

Se você não é o tipo de pessoa que tem dores de cabeça de vez em quando, tipo toda semana, mas começou a senti-las sem explicação, observe a sua rotina. Pode ser que o estresse esteja mais presente no seu dia a dia na forma de muitas preocupações ou muito trabalho, e você não esteja dormindo o bastante, esteja bebendo muita cafeína ou pouca água. Tudo isso pode causar dores de cabeças frequentes, geralmente do tipo não muito forte, mas constante.

3. Dores crônicas pelo corpo

Quando o corpo entra em um estado de estresse, os músculos se contraem. É uma ação natural e automática. Mas, nem sempre você percebe, pois não é o tipo de contração que se faz para levantar um peso, por exemplo. É uma contração muscular especialmente nos ombros e pescoço, nas costas ou na mandíbula, por causa de uma tensão constante.

O problema é que quando essa tensão permanece por horas ou dias, ela pode se tornar uma dor crônica. Então, você fica o tempo todo sentindo como se estivesse feito 3 horas de academia, mesmo que tenha acabado de acordar.

4. Alergias

Algumas pessoas possuem predisposição para determinados tipos de alergias. Mas, pode ser que nunca tenha desenvolvido essa predisposição até começarem a viver uma rotina muito estressante. O principal tipo de alergia que se manifesta nesse caso é a de pele.

Pode vir na forma de urticária, que são grandes manchas avermelhadas em relevo e que coçam. Ou também podem ser muitas coceiras com bolinhas ou descamação da pele. Em cada pessoa é diferente, por isso só um dermatologista pode avaliar e tratar.

5. Sistema imunológico alterado

O estresse danifica todo o organismo porque instala o desequilíbrio. Sendo assim, mesmo que esteja se alimentando de forma saudável, é possível que o estresse constante faça com que doenças se manifestem com mais facilidade.

Essas doenças mais comuns, como gripe e resfriado, infecção urinária e outros problemas causados por vírus e bactérias, afetam o organismo porque o estresse deixa o sistema imunológico mais fraco, e o corpo não consegue eliminar os micro-organismos invasores com eficiência.

6. Fadiga e insônia

Quando o cérebro entra em estado de estresse, ele libera um conjunto de hormônios que deixam a pessoa mais agitada e em alerta. O corpo vai gastar mais energia e fazer mais esforço para lidar com a situação. Mais uma vez, fica desequilibrado: ao mesmo tempo em que a pessoa se sente muito cansada para fazer qualquer atividade, ela também pode ter problemas para pegar no sono ou se manter dormindo, o que é chamado de insônia.

7. Libido alterada

Até mesmo a libido da pessoa estressada passa por alterações, pois a libido ocorre em conexão com o sistema endócrino (hormonal), que é diretamente afetado pelo estresse. Então, vira um ciclo vicioso de malefícios, pois a prática frequente de sexo tem a utilidade de liberar adrenalina e relaxar o corpo. Mas, quando o corpo está estressado e sem libido, não há vontade de praticar sexo e o estresse fica ainda mais acumulado.

8. Problemas gastrointestinais

Esse é um dos sintomas e das consequências mais comuns do estresse. Todo mundo que já experimentou uma situação de muito medo ou nervosismo, sabe que é comum sentir dor de barriga, enjoo, falta de apetite ou ter diarreia.

Todos esses sintomas são causados porque o estresse atua diretamente no sistema digestivo e intestinal, desregulando essas funções. Então, a pessoa que está constantemente estressada, pode sofrer com prisão de ventre ou diarreia, falta ou excesso de fome, sensação de estômago embrulhado, boca seca e acúmulo de gases.

9. Queda de cabelo

Até mesmo a saúde do cabelo é afetada pelo estresse constante. Esse é um sintoma já comprovado pela ciência, pois enquanto uma pessoa está muito estressada, o organismo libera uma maior quantidade de estriol, que bloqueia a entrada de nutrientes no núcleo dos fios de cabelo. Assim, eles ficam fracos e caem em maior quantidade. Algumas pessoas sofrem quedas acentuadas, perdendo grandes tufos não só de cabelo, mas de barba.

10. Bruxismo

O bruxismo é o ranger dos dentes e o aperto da mandíbula. Geralmente a pessoa afetada aperta a arcada dentária e range os dentes enquanto está dormindo. Ela acorda com dores na mandíbula e não entende o motivo. Mas, em alto nível de estresse, algumas pessoas fazem isso enquanto estão acordadas mesmo. Um dentista pode ajudar no tratamento para prevenir que os dentes quebrem ou enfraqueçam.